+55 (11) 4793-6588

Você sabe como são feitas as listras num campo de futebol da Copa?

Especialista explica o significado das listras, como são feitas e outras curiosidades

 

Um bom gramado esportivo deve garantir a saúde dos atletas, a organização da partida e, claro, a beleza aos olhos dos torcedores. Numa Copa do Mundo da Fifa (Federação Internacional de Futebol), as exigências são ainda maiores. Por isso, nos bastidores, muitos profissionais entram em cena antes, durante e após cada partida. São especialistas em gramado esportivo, que precisam cuidar de cada detalhe do campo.

“É claro que, na Rússia, o clima é outro, as condições são outras e os gramados também são outros. Porém, alguns cuidados precisam se manter, para que os gramados garantam uma boa ‘jogabilidade’, que significa uma partida bonita, com bola rolando e jogadores com menos riscos de lesões”, explica o diretor técnico da Campanelli Gramados Esportivos, o arquiteto paisagístico Miguel Campanelli, que ficou responsável, junto com sua equipe, por arenas e centros de treinamento, durante a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, e as Olimpíadas, de 2016.

Algumas curiosidades chamam a atenção. Por exemplo, todos os campos da Copa devem ser verdes e muitos mantêm listras escuras e claras na grama. “Para isso, nada de tinta e sim equipamentos específicos, que não só cortam a grama, mas ‘penteiam’ o gramado de um lado e de outro, para que as cores se alternem. O tom de verde também precisa ser mantido e só um gramado bem cuidado se mantém assim, especialmente, sob mudanças bruscas de temperatura”, explica o arquiteto. Segundo ele, a Fifa exige um formato de desenho específico no campo e, apesar de ter uma função basicamente estética, sabe-se que as listras podem ajudar na organização do jogo e até facilitar o trabalho da equipe de arbitragem.

Além disso, durante a partida, é comum os jogadores arrancarem com a chuteira os chamados “divots” e formarem pequenas “feridas” no gramado, especialmente na grande área ou próximo ao gol. Por isso, muitas vezes, profissionais ficam preparados para fazer o replantio dessas “feridas” rapidamente, entre uma interrupção e outra do jogo.

E não é só isso, há vários procedimentos que precisam ser seguidos antes de uma partida, para garantir que a bola possa rolar e para minimizar os riscos de lesões nos jogadores. Entre essas medidas, estão: uma boa adubação; a irrigação sob medida; sistemas de drenagem adequados; nivelamento correto; plantio da grama mais adequada ao tipo de campo, de clima e, até, mais adequada ao tipo de utilização do local (se receberá muitos ou poucos jogos e em qual intervalo de tempo); cortes da grama com tamanhos específicos; descompactação do solo; marcação do campo com tintas que não agridam o gramado; entre outras.

 

Campanelli Gramados Esportivos

A Campanelli Gramados Esportivos é uma empresa paulista, que atua há mais de 40 anos no mercado de implantação de áreas verdes e gramados esportivos. Com sólida experiência na área, zela pela qualidade de seus serviços, investindo em equipamentos de alto desempenho, na utilização de métodos inovadores de trabalho, na importação e comercialização das sementes de inverno, e na capacitação de sua equipe. Ao longo de sua trajetória, prima pelo respeito ao meio ambiente, sua preservação e valorização. Na Copa do Mundo de 2014, atuou em gramados esportivos pelo País, especialmente nas regiões Sul e Sudeste. Nas Olimpíadas de 2016, foi responsável por campos de futebol e rugby em Brasília (DF) e no Estado do Rio de Janeiro.

 

Informações para a imprensa:

Deize Renó

Comunicação – Campanelli Gramados Esportivos e Áreas Verdes 

deizereno@hotmail.com

comunicacao@campanelli.com.br

Compartilhe...
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin